top of page
Buscar
  • Foto do escritorLauro Criativa

Pós em Teatro do Oprimido


A Universidade Federal da Bahia, através da Escola de Teatro (ETUFBA), anuncia a primeira especialização em Teatro do Oprimido do Brasil, intitulada “Especialização em Teatro do Oprimido: práticas político-pedagógicas”. É um momento marcante, não apenas para a Bahia, mas para o Brasil, pois essa modalidade de teatro foca na conscientização social, um tema sempre atual e necessário.


Este programa de pós-graduação lato sensu, com duração de 18 meses, não é apenas um curso acadêmico. Ele representa um encontro de mentes e corações que buscam entender e moldar a sociedade através da arte. O método, cênico-pedagógico, foi idealizado para despertar consciências e provocar reflexões sobre as opressões diárias.

A estrutura da especialização é única, combinando aulas presenciais e encontros virtuais. Três momentos presenciais estão planejados, começando em janeiro de 2024 e culminando em janeiro de 2025. Nesses encontros, os alunos terão a oportunidade de se imergir “totalmente” no mundo do Teatro do Oprimido, interagindo diretamente com docentes e artistas convidados, entre eles Licko Turle, Cachalote Mattos e Bárbara Santos, profissionais que ajudaram a moldar este método desde sua concepção pelo renomado Augusto Boal.


Interessante notar que este curso é o fruto de um esforço coletivo, contando com a colaboração de universidades parceiras de diferentes regiões do Brasil. Juntos, esses centros acadêmicos formam uma rede de apoio e conhecimento, fortalecendo o projeto. Mas não posso deixar de fazer uma pergunta básica: Como a academia se coloca neste processo de opressão?


Além de sua estrutura acadêmica, o curso também se destaca por sua abordagem interdisciplinar. É um esforço para equipar profissionais de várias áreas com ferramentas para combater problemas sociais como racismo e homofobia, fortalecendo o potencial artístico-cultural na luta por um mundo mais justo e igualitário.

Este curso é, de fato, uma celebração da arte como um instrumento de mudança social. A Bahia, conhecida por sua efervescência cultural, mais uma vez se coloca na vanguarda, abrindo caminhos e possibilitando que a arte continue sendo uma voz poderosa na luta por um mundo melhor. É uma oportunidade para artistas, educadores e profissionais das mais variadas áreas se unirem em prol de um objetivo comum: usar a arte para fomentar uma sociedade mais consciente e menos oprimida, que, ao meu ver, se concretiza através da democratização do consumo de bens e serviços, especialmente uma boa educação pública de qualidade para os mais oprimid@s.

4 Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Guest
Jan 10
Rated 5 out of 5 stars.

Excelente!

Like

Guest
Jan 10

Quem pode participar desse curso?

Like

Guest
Jan 10
Rated 5 out of 5 stars.

Fantástico, amei!

Like

Guest
Jan 10
Rated 5 out of 5 stars.

Eu sou apaixonada pela didática dessa escola! ❤️😘 Ebaaa

Like
bottom of page