top of page
Cartaz arte com palavras de direitos humanos colagem vermelho (20 × 5 cm) (20 × 6 cm) (21 

Infomações sobre o Festival Coletivo de Poesias.​

 

 

O Festival Coletivo de Poesias está chegando para incentivar, motivar, difundir e valorizar a produção poética/literária, propondo este espaço de manifestações e publicação coletiva de poesias e consequentemente dando visibilidade aos poetas, considerando as diversas possibilidades de autoria, uma iniciativa da Laurocriativa, apoiada pelo Colégio Paraíso, Colégio Social de Portão e Academia Ipitanguense de Artes, Cultura e História.

Já recebemos diversas inscrições no site www.laurocriativa.com.br, abertas até final de abril, com possível prorrogação caso não alcance a meta de programada. Corre lá, inscreve a sua poesia e participe! A ideia é dar oportunidade às mais diversas expressões poéticas de nossos dias, oportunizando participação a todos, inclusive estudantes.

O festival foi lançado no início de março durante a Jornada Pedagógica de Lauro de Freitas. Março é o mês do poeta baiano Castro Alves, que viveu apenas vinte quatro anos imortalizado por seus poemas de defesas e lutas: abolicionista (Navio Negreiro), republicano (Pedro Ivo), democracia (O livro e a América)... Assim teremos duas alternativas temáticas para o festival. A primeira, “Qual a sua luta? Qual a sua guerra?”, a segunda, Livre. Uma comissão avaliará as poesias para uma publicação virtual e publicação em livro físico. A ideia é que a publicação virtual contemple todas as poesias selecionadas mas a publicação física seguirá as possibilidades/orientações dos patrocinadores/editores.

 

Nesta perspectiva trazemos a possibilidade de textos poéticos com liberdade de expressão, valorização da diversidade poética, incentivando a escrita desde a cultura popular tradicional, passando pelo movimento ligado às manifestações marginais e/ou periféric@s, não esquecendo as mais formais. A ideia é incentivar a produção poética, sem barreiras de acesso à participação.

​COMO VAI FUNICIONAR -  Cada participante pode inscrever com até quatro poesias autorais e inéditas (ainda não publicada em livro físico ou digital).

​                                                                                                                 

Mandar o texto final da poesia, revisado e digitado com no máximo 100 (cem) versos (linhas), sem mínimo definido.

PUBLICAÇÃO VIRTUAL – Confirmada com apoio dos organizadores.

A princípio garantimos uma primeira edição virtual com todos os trabalhos apresentados e selecionados pela comissão de seleção.

 

A edição escrita seguirá critérios a serem definidos pela editora e patrocinadores. ​

 

Critérios: Serão avaliados clareza de ideias, coerência, coesão, contextualidade, composição poética e a submissão ao tema proposto (para o tema “Qual a sua luta? Qual a sua guerra?”. 

 

Os indicadores de interação do público na internet serão considerados pela comissão de seleção dos poemas apresentados.

 

​Manutenção de um caderno digital materializado com as publicações poéticas e registros de declamações e diálogos sobre o tema poético/literário, também os registros audiovisuais das atividades desenvolvidas com o objetivo de contemplar os poetas e salvaguardar a literatura poética e a memória local.

Quem encaminha sua poesia está ciente que autoriza o uso de imagem audiovisual e poesias encaminhadas, para serem publicadas digitalmente em sites e nas redes sociais dos organizadores e patrocinadores.

Aceito todos os termos e condições do edital atual e eventual atualização. Autorizo a publicação e veiculação das poesias e imagens audiovisuais decorrentes do festival em sites e nas redes sociais dos organizadores, dos patrocinadores e parceiros.

bottom of page