top of page

Professor Gildásio

Professor Gildásio

Naturalidade: João Pessoa-PB

Nascimento:11/04/1968

Atividades artístico-culturais: cantor, compositor e violinista.

Área de Atuação: Estado, Região, Cidade e Bairro

Email: contato@gmail.com

Telefone: (21) 9999999

Gildásio Vieira de Freitas é professor, historiador, cordelista, ativista cultural e também artista plástico. Recentemente (2021) foi intitulado como "Guardião da Memória de Lauro de Freitas" pelo Grupo de Pesquisa em Educação e Currículo (GPEC), sediado na Universidade do Estado da Bahia (UNEB), com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB), Professor Gilsásio já tinha o título de Guardião da Cultura pela FENACAB ( Federação Nacional do Culto Afro-Brasileiro).


Professor Gildásio foi homenageado no Carnaval de 2020 pelo Bloco Carnavilas, quando caminhou com um bonecão em sua homenagem durante todo o cortejo em Vilas do Atlântico, Lauro de Freitas, no último grande evento aberto ao público que antecedeu a pandemia do Covid19.


Como artista plástico recebeu premiações e participação em diversos salões e exposições e um dos três artistas de Lauro de Freitas selecionados para a VII Bienal do Recôncavo no Centro Cultural Dannemann – São Félix, Bahia – 2006.


Enquanto aluno da UFBA, teve oportunidade de conviver com ilustres professores, dentre os quais Cid Teixeira; Consuelo Pondé de Sena; Jeferson Bacelar e Hilda Paraíso, dentre outros, apaixonando-se pela cultura baiana, vindo a se dedicar, com interesse especial à região de Santo Amaro do Ipitanga e seus arredores. Ao se mudar para Lauro de Freitas e constatou ser praticamente inexistente material para pesquisas publicado até então, sobre esta área que até recentemente (1962) incorporava o território da capital baiana.


Tem seu verbete incluído no Dicionário de Autores Baianos, publicação do Governo do Estado/Secretaria de Cultura e Turismo (2006), além de diversos livros com prefácio de sua autoria; possui centenas de artigos publicados em jornais e revistas de diversos municípios e nos principais órgãos de imprensa de Lauro de Freitas; participa de diversas instituições: membro efetivo da Academia de Letras e Artes da Região Metropolitana (ALARME), sócio efetivo do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia e diretor do Patrimônio Cultural da Academia de Letras e Artes de Lauro de Freitas – ALALF.


Fundador e primeiro diretor da Biblioteca Pública Municipal de Lauro de Freitas. Durante sua gestão, conseguiu o reconhecimento da Fundação Nacional do Ministério da Cultura, através do Instituto Nacional do Livro; fundador do Jornal de Lauro de Freitas, depois Revista de Lauro de Freitas, só interrompendo a circulação após quatro anos, devido à morte do seu parceiro, o saudoso jornalista Francisco Fagundes Filho.


Dono de uma inteligência pragmática, o Professor Gildásio comanda ao lado de seus parceiros Tobé Velloso e Flau Fontenelle, o Projeto Arcas de Ipitanga que propõe a criação e manutenção de uma biblioteca, museu municipal e atividades teatrais e circenses. 


Com sua inestimável criatividade, além da constante produção literária, o Professor Gildásio está sempre colaborando com a comunidade cultural do município, prestando suas inestimáveis orientações e olhar experiente. É um dos principais colaboradores para a iniciativa da Lauro Criativa, primeira plataforma digital para catalogar digitalmente os trabalhadores na cultura.


Nascido à 14 de agosto de 1948 é esposo da artesã Nelci Piaggio e pai da designer Carla Piaggio. Talentos em família!


Publicações


Vilas do Atlântico – 40 anos (2020)

O Levante do Rio Joanes – baseado na obra do historiador gaúcho Prof. Décio Freitas

De Ipitanga a Lauro de Freitas: uma breve história do povo Ipitanguense (2019)

Livro a História de Lauro de Freitas (2008), em co-autoria com o professor Emanoel Paranhos. 

Ipitanga e seus arredores (2007);

Um Fim de Semana em Lauro de Freitas (2006);

Influências e contribuições afro-brasileiras em Lauro de Freitas (2006);

Cartilha História de Lauro de Freitas (1992 / 1998), em co-autoria com o professor Emanoel Paranhos.


Área de Atuação:

Historiador, Escritor, Cordelista, Ativista Cultural, Artista Plástico


Referências:


https://modosdefazer.org/gildasio-vieira-de-freitas-o-guardiao-da-memoria-de-lauro-de-freitas-copia-sendo-trabalhada/. Acesso em 14 abr. 2021;


https://www.facebook.com/biblioteca.municipal.750/photos/salve-santo-amaro-do-ipitangatrecho-do-livro-livro-da-hist%C3%B3ria-de-lauro-de-freit/397425927070751>. Acesso em 06 fev. 2021.


https://asprolf.org/asprolf-participa-de-lancamento-de-livro-que-conta-a-historia-de-lauro-de-freitas>. Acesso em 06 fev. 2021.

Sua musicalidade brasileira e suas interpretações arrojadas conquistaram, além de um público fiel, os elogios da crítica. Como intérprete, Erick trabalhou com os grupos Cesta Básica (PB), Mercedes Band (CE) e Grupo Etc e Tal (AL), já com os grupos Sine Qua Non (PB) e Zaraquê Trio (RN) gravou álbuns onde atuou também como compositor.

Galeria

Vídeos

bottom of page